10/05/2017
0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Nesta semana a maioria dos jornais e revistas reportaram um estudo do The BMJ em que avaliou o consumo de glúten em adultos sem doença celíaca e o risco de doença cardíaca.

Para quem quiser ler o artigo na íntegra: http://www.bmj.com/content/357/bmj.j1892

O interessante é que essas redes de informação alardearam que a redução do consumo de glúten está sim associada à doença do coração, porém não aprofundaram de fato a pesquisa. Li o artigo e colocarei aqui alguns pontos que achei ser de extrema importância para que não se crie nenhum pânico:

Como foi realizado o estudo:

  1. Foram avaliados por 26 anos 2.2273.931 pessoas e dentre essas, neste período, foram selecionadas aquelas que desenvolveram alguma doença cardíaca: 2431 mulheres e 4098 homens. Os pesquisadores quiseram avaliar a hipótese se o consumo elevado de glúten estaria associado a um risco maior de doença cardíaca;
  2. Os resultados foram avaliados a partir de questionários  que eram enviados aos participantes e respondidos por eles. Foram avaliados estilo de vida, peso e altura, exposição ambiental e condições médicas;
  3. A alimentação foi avaliada a partir destes questionários respondidos pelos próprios participantes em que se quantificou a frequência alimentar. A partir dessas informações se estimou a quantidade de glúten consumida. Além da estimativa do consumo de álcool, gorduras trans, carne vermelha, embutidos, gorduras polinsaturadas, frutas e vegetais;
  4. Também se avaliou a idade, raça, IMC (proporção do peso para altura), histórico de diabetes, uso regular de aspirina e anti-inflamatórios, uso de estatinas, uso de polivitamínicos, tabagismo, histórico familiar de infarto, histórico de hipertensão, histórico de colesterol elevado, prática de atividade física, menopausa e uso de hormônios (menopausa).

O que já se sabe sobre esse assunto, segundo os autores:

  1. Glúten causa reações adversas em pessoas com doença celíaca
  2. A restrição de glúten por pessoas sem doença celíaca tem aumentado nos últimos anos, parcialmente por se acreditar que o glúten tem efeitos deletérios à saúde

O que os autores concluíram:

  1. Entre os homens e mulheres avaliados por mais de 25 anos, a quantidade de glúten consumida não foi associada com doenças do coração;
  2. A redução do consumo do glúten pode resultar na redução do consumo de grãos integrais, que estão associados por diminuir o risco de doenças cardíacas;

Minhas observações:

estudo BMJ

 

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Comentários

comentários

Comentários

comentários